sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

O shaper e surfista Almir Salazar fala aos internautas como conheceu a Guarda nos anos 80


O entrevistado da semana é o shaper e surfista santista Almir Salazar, de 52 anos e pai de três filhos. Ele foi um dos melhores competidores da sua geração, com muitos títulos na carreira e com várias temporadas na Guarda do Embaú. Almir é filho de Alexandre Salazar (Bigode), morador da Guarda e irmão do surfista mais vezes campeão do Brasil, Picuruta Salazar.

1. Quantos anos você tem de surf?
R.: Tenho quarenta anos de surf.

2. Quais os títulos mais importantes na sua carreira?
R.: Tetracampeao paulista; campeão da Taça Primo São Francisco do Sul; bicampeao portugues e campeão do Bilabong Hawaii, entre outros.

3. Comente um deles.
R.:Destaco o campeonato do Hawaii, um dos mais emocionantes e perigosos que participei.

4. Quando foi a primeira vez que você veio na Guarda e como era o ambiente na época?
R.: Vim pra Guarda em 1980. Estavamos competindo no circuito catarinense, e um amigo me trouxe até aqui. O anbiente era bem “pré-histórico”.

5. E quanto às ondas daquela época?
R.: Quando cheguei, logo de cara e entrei na trilha, vi ondas muito perfeitas. Só os surfistas cariocas estavam no pico.

6. Quais as lembranças que você tem do tempo que vinham pra Guarda os melhores surfistas do Brasil para treinar?
R.: Encontramos na Guarda um refúgio, pois nao tinha crowd (número excessivo de surfistas), e nem polícia. Ninguém era dono de nada.

7. O que você acha da Guarda de hoje?
R.: Hoje alguns moradores colocam algumas regras, tentam organizar, mas na verdade, eu vejo a praia um pouco abandonada pelo poder público. É um lugar turístico e que merecia mais de atencão.

8. Como foi a notícia para a família de que o seu Salazar iria morar aqui?
R.: Foi normal. Hoje entendo como valeu a pena meu pai estar na Guarda do Embaú por tanto tempo.

9. Você já pensou em ter o mesmo rumo do seu pai, ou seja, vir a morar na Guarda?
R.: Sim, está em meus planos.

10. O que você anda fazendo?
R.: Atualmente, além de surfar, faço pranchas de surf e me dedico a familia.

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Teco Padaratz reaparece na Guarda do Embaú, agora para mostrar seu trabalho musical




O ex-surfista da elite mundial, o catarinense Teco Padaratz, depois de um longo período sem aparecer na Guarda do Embaú deu o ar da graça, não para surfar, mas para apresentar seu trabalho musical. Ele e a sua banda animou a noite da última sexta-feira, dia 21, no Porto Tabuleiro, na beira do rio da Madre. Além do ex-top a banda contou com Roberto Alves na gaita de boca, Marcão no baixo e Ginho na batera. Na plateia, entre muitos estavam o artista Nathan Malagoli, sua namorada Bianca e algumas convidadas.

O turista precisa de informação, mesmo que básica, serviço que ainda não oferecemos nas praias de Palhoça



Dia desses parei no Bar do Bigode (em frente à Torre, na Guarda do Embaú) para aquele tradicional e delicioso PF que só a Bia, sua esposa, sabe fazer, e, enquanto jogava sinuca esperando minha vez de ser atendido observei a quantidade de turistas argentinos que chegavam em grupo para almoçar. Dei-me conta também da quantidade de ônibus e vans que estavam estacionadas ao longo da rua (ali é um ponto tradicional de estacionamento), e que eram mais de dez. Aí você multiplica pela temporada. Se isso acontece na Guarda, deve acontecer em outras praias de Palhoça. Vários municípios já adotam o pagamento de uma taxa, mesmo que simbólica, para que os turistas aportem nos lugares mais procurados. Talvez esteja na hora de pensar no assunto, desde que a arrecadação seja utilizada em benefício da localidade. Isso também obrigaria a presença de um tipo de “Centro de Informações” ao turista e um detector das necessidades deles. Uma tenda, um banheiro químico e alguns estagiários de Turismo nas entradas dos acessos principais das praias resolveriam a situação. Fernando de Noronha (PE), Gramado (RS) e Bonito (MS) são três exemplos a se seguir, mesmo que com características diferentes, eles têm no atendimento ao turista o diferencial.

domingo, 23 de janeiro de 2011

Devido ao desmoronamento no Morro dos Cavalos, em Palhoça, turistas estão fazendo uma parada obrigatória nas praias do município



Começam a ser limpas as pistas interditadas após desmoronamento na BR-101, em Palhoça. Não há previsão para a liberação para o trânsito. As máquinas da Empresa Sul Catarinense começaram a trabalhar na BR-101, na região do Morro dos Cavalos, em Palhoça, por volta das 7h30min, onde uma barreira caiu e interditou as duas pistas. Mas ainda não há previsão para a liberação para o trânsito. Muitos turistas que estavam vindo do Sul do Estado estão fazendo uma parada obrigatória na Guarda do Embaú para não ficar na fila.

Fonte: clicrbs.com.br

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Esta quinta tem Tributo a Marley e na sexta tem noite do surf


Nesta quinta-feira, dia 20, vai rolar no Kioske, centrinho da Guarda do Embaú, o tributo a Bob Marley. O reggae vai “comer solto” na pista com a Banda Iriê e convidados. Falando em música boa, o bar Biruta, na beira do rio da Madre, também tem apresentado ótima programação musical com o carioca Niltinho e banda. E se você não quiser curtir nestes locais, pode ir ao Porto Tabuleiro, também na beira do rio, que a música de qualidade é garantida. Nesta sexta-feira, dia 21, por exemplo, a casa apresenta a banda do ex-surfista da elite mundial,Teco Padaratz comandando a noite do “Surf”. Como é saudável a concorrência!

A foto é do último show da banda Iriê na Guarda em outubro de 2010. Zabeba também estava lá e deu o recado.

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Sistema integrado de transporte público de Palhoça deverá entrar em operação este ano

Nesta terça-feira foi dado mais um passo no implantação do Sistema Integrado do Transporte Coletivo de Palhoça, na Grande Florianópolis. O prefeito Ronério Heiderscheidt assinou a ordem de serviço que permite o início das obras do terminal central de transbordo. Todo o sistema foi orçado em R$ 10 milhões que virão da iniciativa privada. A empresa Jotur é a responsável pelo projeto.

Segundo o gerente operacional da empresa Jotur, Renato Christ, a obra vai iniciar imediatamente, e a previsão é de que em setembro deste ano o Sistema Integrado entre em operação.

O terminal central de transbordo será construído na Ponte do Imaruim e fará ligação com o ponto de embarque e desembarque do Sistema de Transporte Marítimo de Palhoça, que também está em fase de implantação.

O Sistema de Transporte Público do município é formado por linhas alimentadoras e linhas troncais e contará com quatro estações de transbordo e duas de integração.

O prefeito Ronério Heiderscheidt acredita que essa obra vai representar um ganho importante para a qualidade de vida dos 130 mil moradores da cidade.

— Vai oxigenar o Centro, incrementando o comércio e a prestação de serviço, por onde mais de 10 mil pessoas irão circular.

Com a implantação das estações de transbordos em áreas estratégicas de Palhoça — como a estação principal no Centro — vai dobrar o horário das linhas de ônibus, passando de 290 para 928 horários por dia.

De acordo com a assessoria da prefeitura, este sistema deve diminuir o número de travessias nas pontes Colombo Salles e Pedro Ivo Campos, que levam a Florianópolis — hoje é de 900 e irá passará para 400 vezes por dia.

Atualmente, em alguns bairros, os moradores têm que ir até a capital para pegarem um ônibus que leve ao Centro de Palhoça, por exemplo. Isso não ocorrerá mais com o novo sistema integrado do município que permitirá uma melhor integração entre os bairros.

— A obra irá melhorar a questão da mobilidade urbana na região metropolitana — afirmou Heiderscheidt.

Outros pontos importantes do projeto serão a implantação do cartão eletrônico e de um modelo de rastreamento de frota via Sistema de Posicionamento Global (GPS).

Fonte: Clic RBS

Almir Salazar mostrou-se indignado com o descaso da Guarda


O shaper e surfista santista Almir Salazar, um dos melhores da sua geração, com vários títulos na carreira, de férias com a família na Guarda visitando seu pai, Alexandre, mostrou indignação com o descaso da prefeitura de Palhoça para com a Guarda do Embaú e região. Estamos preparando uma entrevista com o Almir e vamos ver se ele vai tocar na ferida. Aguardem!

Foto Kito: Seu Alexandre (Bigode), Almir com o Jr e a Tenile na Guarda.

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Acesso ao Rio da Madre ja é um caso de saúde pública



Já virou lenda a melhoria prometida pela Prefeitura no acesso ao Rio da Madre, na Guarda do Embaú. Sem rede pluvial no centrinho e água constantemente parada, o que faz com que a chuva provoque erosão acentuada na saída do calçamento; sem limpeza adequada; lixo transbordando (mais uma vez virou depósito de lixo no período entre o Natal e Reveillon), mau cheiro e vendedores ambulantes esparramdos pelo chão, o local já é caso de saúde pública.É bom lembrar que milhares de turistas passarão por ali até o fim da temporada, entre crianças e idosos, e são obrigados a transitar por aquele local.


Foto 1: ano 2011
Foto 2: ano 2008

Ricardinho da Guarda em entrevista exclusiva fala das suas aspirações


O surfista da Guarda do Embaú, Ricardo dos Santos, com 20 anos, é um daqueles da nova geração de atletas brasileiros que busca um lugar ao sol no disputado mundo da elite mundial. Sua evolução é visível com aparição nos mais diversos meios de comunicação especializados no esporte. Após mais uma temporada no Hawaii, ao chegar à Guarda para curtir a família e as merecidas férias, ele nos concedeu esta entrevista.

1 – Quais patrocínios você tem?
R: Billabong,Von Zipper,Nixon,Bully's,MB Surfboards,Rhyno Foam e Biomecânica Funcional.

2 – Avalie a tua performance no ano de 2010. Qual o teu pior e melhor momento?
R: A parte boa foi quando venci as triagens do WT Brasil, em Imbituba, que é patrocinado pela Billabong no qual pude competir com os melhores do mundo. Tive outros ótimos resultados como: terceiro colocado no WQS do Santinho/Floripa; quarto colocado no WQS de Puerto Escondido, no México e quinto colocado no WQS de Saquarema/RJ. Os três eventos são de nivel mundial e foram bastante importantes para o meu ano. A parte do ano que não foi muito produtiva foi a perna europeia.

3 – Você estava em Porto Rico quando aconteceu a tragédia como surfista Andy Irons? Comente alguma coisa sobre a morte do tricampeão.
R: Eu não estava lá, vi a noticia quando estava no aeroporto de Madrid voltando pro Brasil. Foi horrível para todos, o mundo do surf simplesmente perdeu um dos maiores nomes que ja existiram, e pra mim, o melhor de todos os nossos campeões.

4 – Você acha que o dez vezes campeão do mundo Kelly Slater vai se aposentar este ano?
R: Na verdade eu acredito que todos vão tentar fazer com que ele se aposente, mas eu nao acho que seja isso que ele esteja querendo.

5 – Quais os teus planos e projeções para 2011?
R: Quero entrar no World Tour (WT), e se isso nao acontecer vou estar pronto para 2012.

6 – Alejo Muniz, de Bombinhas/SC, da tua geração, alcançou o WT. Você está preparado se isso acontecer na tua vida?
-R: No momento a única coisa que me vem a cabeca é entrar também, não acho que tenho menos talento apenas acredito que preciso me dedicar mais para que isso se torne uma realidade.O fato de "estar preparado" nunca foi um problema, apenas preciso continuar batalhando para que isso aconteca.

7 – Com cinco brasileiros na elite em 2011 o Brasil passa a ser um concorrente ao título mundial?
R: Ainda acho que faltam alguns detalhes para que possamos ter um vencedor, mas não acredito que vá demorar muito.

8 – E a temporada havaiana como foi?
R: Essa temporada foi uma das melhores que já tive. Não deu muita onda mas foi muito boa pra mim, fiz um trabalho diário com filmakers e com todo a equipe da Billabong, o que me fez evoluir muito em pouco tempo. Consegui desenvolver manobras novas e me dedicar 100% a marolas (ondas pequenas) o que é muito importante quando se tem como objetivo competir o Tour.

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Jacaré é atropelado no acesso principal da Guarda do Embaú



O Blog e os internautas já alertaram várias vezes de que faltam placas de sinalização informando que animais podem atravessar inesperadamente as vias que cortam o Parque Estadual da Serrado Tabuleiro (Pest), na região das praias de Palhoça. A foto mostra o presidente da Associação de Surfe e Preservação da Guarda do Embaú (ASPG), Júnior Maciel, que passava no momento pelo local e fez o chamado, e os militares da Polícia Ambiental tentando salvar mais um animal que havia sido atropelado, desta vez um jacaré, que apesar de ter sido socorrido não sobreviveu. Segundo informações o motorista estava muito nervoso e ainda se encontrava no local quando a Polícia Ambiental chegou. Cenas como esta acontecem periodicamente, mas poderiam ser evitadas se houvesse mais informação nessas vias.

André Guesser apresenta CD do Samabaia Sound Club na Guarda e fala do Escute Festival


O jornalista e músico da banda de Floripa, Samambaia Sound Club (CCS) , André “batera” Guesser, está passando as férias com a família na Praia de Cima (Pinheira) e nos momentos de lazer dedica-se ao surf??????. Numa dessas idas e vindas pra Guarda ele deu uma paradinha na Embausurf Acomodações (www.embausurf.com.br), - foto Kito -, para rever os amigos e presenteá-los com o novíssimo CD recem lançado intitulado Sim Não. Aliás, a CCS é uma das bandas que participam do movimento “Escute Festival 2011 ano 2,” que acontece neste fim de semana, dias 14 e 15, no Célula (Bairro João Paulo/Floripa), como forma de protesto ao descaso das grandes corporações locais que continuam dispostos a ignorar artistas catarinenses que se inspiram na vanguarda de grandes bandas. O show acontece justamente nos dias do Planeta Atlântida, para fazer a contraposição. Quanto vale o show? Bom aí é você quem decide na hora de comprar o ingresso, pode acreditar, pois segundo postado no site de relacionamento do André, “é uma atitude inédita de deixar o público decidir o valor da entrada a ser pago, e bradar a independência criativa da nossa música autoral.”

sábado, 8 de janeiro de 2011

Primeiro final de semana depois do Reveillon lotou na Guarda do Embaú




Uma semana extremamente gratificante, tanto para os turistas, que aproveitaram ao máximo o sol e o calor, para os surfistas que tiveram uma semana de ótimas ondas e para os comerciantes, que precisaram atender todo esse público que veio visitar a Guarda do Embaú (Palhoça/SC). Praia que já foi considerada uma das mais belas e uma das dez melhores para a prática do surfe do país, continua sendo muito procurado pelos turistas, sejam eles brasileiros ou internacionais. Evidentemente, que de todos os dias da semana, este sábado, com o tempo excelente que se apresentou, trouxe muita gente para a orla da Guarda e quem viu o Rio da Madre, vai entender o que eu estou dizendo: estava ali uma verdadeira procissão. Outra evidência do movimento foi a chegada dos "hermanos", que timidamente já começam a mudar os hábitos locais. Se você encontrar algumas pessoas comendo sanduíche na praia, trajando roupas de praia com características diferentes da dos brasileiros e andando em grupo, pode saber que se tratam dos "hermanos" argentinos.Bom, amanhã, domingão tem mais.

sábado, 1 de janeiro de 2011

A já tradicional queima de fogos na Guarda do Embaú atraiu milhares de pessoas na noite de Reveillon


A tradicional queima de fogos na noite de Reveillon, na beira do Rio da Madre, na Guarda do Embaú, atraiu a atenção de milhares de pessoas que "brigavam" por um espaço na areia. A movimentação começou por volta das 10 horas da noite. Alguns optaram por atravessar o rio, outros ficaram na margem que dá acesso ao rio e outros assistiam de "camarote" nas casas do centrinho ou nos bares e restaurantes que ofereceram a ceia aos turistas. Na hora da virada a emoção tomou conta com um lindo show de fogos que iluminou as águas do Rio da Madre. A partir daí a folia tomou conta da Guarda do Embaú. Talvez, segundo alguns moradores mais entusiasmados, a virada deste ano foi a que mais atraiu o público até o momento.


video



Mais fotos: http://www.flickr.com/photos/embausurf/sets/72157625639060321/